O MAIS IMPORTANTE, É O QUE MANDELA CONSEGUIU DEIXAR EM VOCÊ!

 

 

 

Hoje terminamos o dia nos despedindo de Nelson Mandela. Não demora,  logo as reportagens especiais e retrospectivas que denotam a trajetória do Nobel da Paz despontam na TV.

Percebendo algumas destas matérias especiais, e depois vendo as demais notícias do jornalismo, me veio uma reflexão oportuna: o que realmente Nelson Mandela consegue deixar em cada indivíduo desta geração atual?

Em uma época de re-avaliação dos valores, vemos o exemplo de Mandela destoar com a atitude de uma sociedade que se propôs a evoluir. Ele acreditou em uma causa, pela qual, ainda jovem, afirmou que estava disposto, até mesmo, pagar com a própria morte. Ele sabia os desafios que estavam por vir.

Preso, humilhado, perseguido, sofreu todo tipo de hostilidade, e retribuiu a todos estes gestos com o que tinha de melhor: o amor. Seus gestos de amor quebraram barreiras, acalantaram os corações dos mais céticos e ardilosos. Mandela, é amor!

Este amor evitou uma guerra civil, convenceu milhares a ter uma nova postura, um novo olhar sobre a sociedade. O exemplo de Mandela mobilizou multidões. Veja só, ele não mobilizou um grupo, um exército, ou um governo, ELE MOBILIZOU AS PESSOAS!

Este gesto demonstrava que antes de acreditar em seus conceitos, ele acreditava nas pessoas. O poder, a sociedade, as ações, nada mudaria se este processo não fosse desejado e legitimado pelas pessoas.

Para mim, fica de Mandela, esta mensagem de acreditar no poder das pessoas. De acreditar que podemos amar, dialogar, dar ainda a oportunidade ao sentimento. 

Podemos analisar tudo com um outro olhar, de amar aquilo que nos envolvemos.

Acertaremos? Sim! Erraremos? Sim! Claro que sim, todos um dia, em algum momento. O diferente é o que vamos fazer com os acertos e erros.

Paralelo a isso, vemos que de forma geral a sociedade ainda, aprendeu pouco de Mandela, ou talvez tenha mais “ouvir dizer” do que “fiz”. O que cresceu em tese foi a capacidade de poder espelhar um crescimento ou desenvolvimento pautado no imediatismo. Isso cria uma bolha da sociedade que se dedica ao desmerecimento, à cobiça, ao desmantelamento social.

O maior instrumento de mudança foi sua atitude pessoal, de amar uma causa, e que mesmo sozinho, foi sempre seguindo seu objetivo. O seu maior legado não poderá, jamais, estar no governo, na ciência, na sociologia, na política... Estará nas atitudes pessoais, que juntas, transformam a coletividade.

O mais importante, é o que Mandela conseguiu deixar em você!



Escrito por Adm. Jacques Fernandes às 02h50
[] [envie esta mensagem] []



[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]




Dê uma nota para meu blog


jacques.fernandes@bol.com.br


UOL - O melhor conteúdo
BOL - E-mail grátis



XML/RSS Feed